Discipulado

“Onde estão as pessoas responsáveis, dispostas a sacrificar tudo quando, na fé e baseado apenas em Deus, forem chamadas à ação obediente e responsável, cujas vidas nada pretendem ser do que resposta à pergunta e ao chamado de Deus?”

Para Bonhoeffer, ser responsável e obediente ao chamado de Deus é aprender a olhar as pessoas menos pelo que fazem e deixam de fazer e mais pelo que sofrem, porque a única relação fecunda com as pessoas é a do amor, ou seja, a vontade de ter comunhão com elas, já que o próprio Deus não desprezou os seres humanos mas tornou-se ser humano por causa deles. Para isso, Bonhoeffer defende que aprendamos a olhar a história a partir de baixo, “da perspectiva dos excluídos, dos que estão sob suspeita, dos maltratados, dos destituídos de poder, dos oprimidos e dos escarnecidos, em suma, dos sofredores”.

Sobre Dietrich Bonhoeffer, aprosionado e martirizado por ordens de Hitler em 9 de abril de 1945, dias antes da rendição das forças alemãs e o fim da Segunda Guerra.

(Texto de Flávio Conrado)