Viver sem fronteiras

 

A ideia de que a vida é um constante romper fronteiras nos é dada. Aceitamo-la e ela se naturalizou. Na verdade, tal ideia parece constituir o conceito de crescer. Para crescer, precisamos romper fronteiras, as nossas sobretudo, mas as dos outros também, já que crescer não se trata de um processo egoísta.

No entanto, os conceitos vivem a metamorfosearem-se, às vezes como processo natural, de dentro para fora; outras, artificialmente, de fora para dentro. Tudo, então, passa a ter a ver com intenções. É por isso que, se não as tivermos, somos engolidos pelas de outrem. Assim, metamorfoseadas, as fronteiras constituem-se na necessidade de ausência delas. Entretanto, ao contrário do que parece, a fronteira da necessidade de ausência de fronteiras não nos prende nem nos perde. Dá-se-lhe um jeito! Um jeito que não poderia ser de outro jeito. Reificamo-la para que a possamos adquirir e, assim, a busca pela tal liberdade avança, nutre-se, ainda que o “mundo inteiro permaneça uma ilha a milhas e milhas e milhas de qualquer lugar.”

Tudo são intenções, mas é símbolo também: Como as fronteiras, metamorfoseamo-nos de fora para dentro, o que faz com que as fronteiras de nossas idéias não permaneçam, tornem-se contínuas, como são contínuas as verdades fincadas em nós.

Não há fronteiras, há a multidão contínua e, como tal, capaz de ser rastreada sem fronteiras.

 

Você pode adquirir um Tim de graça (num plano pós-pago) e reafirmar sua capacidade visionária, como visionário tem sido o mundo de nossos tempos.

Anúncios

Uma resposta

  1. O texto me doeu qd li pela primeira vez, o que por si já se explica e aponta seu efeito qd o assunto tratado são as fronteiras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: